Pular para o conteúdo
Voltar

Secretaria de Cultura participa da maratona mundial tecnológica HackaCity

Assessoria | SEC/Secitec-MT

Os participantes desenvolverão propostas que ajudem a solucionar problemas dos cidadãos - Foto por: Meneguini/GCom-MT
Os participantes desenvolverão propostas que ajudem a solucionar problemas dos cidadãos
A | A

Conhecimento, dados geoeconômicos, empresas parceiras, boas ideias e 24 horas de trabalho são os ingredientes do HackaCity, maratona mundial que acontece em Cuiabá de 2 a 4 de junho e reúne programadores, desenvolvedores, designers, cientistas de dados e gestores públicos que desenvolvem aplicações com impacto para os cidadãos a partir dos dados fornecidos pela própria cidade. A coordenação local é da Secretaria de Estado de Ciências, Tecnologia e Inovação (Secitec), com o apoio da Secretaria de Estado de Cultura (SEC-MT) e da Rede Brasileira de Cidades Inteligente & Humanas.

O evento tem inscrições abertas até o dia 30 de maio. O lançamento oficial será no dia 02 de junho, às 19h30, no Cine Teatro Cuiabá e, nos dias 3 e 4 de junho, a maratona acontece no Goiabeiras Shopping. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas atá o dia 30 de maio pelo link
Para o secretário Domingos Sávio Parreira o equilíbrio entre os recursos humanos e a tecnologia são os diferenciais da maratona. "Cada cidade tem suas particularidades, problemas que precisam ser pensados, melhorados. Os desafios, demandas e visões precisam ser consideradas na solução suas dificuldades. O HackaCity une a ciência e a tecnologia a esses olhares, em busca da inovação para o desenvolvimento de espaços melhores para Cuiabá e Várzea Grande".

O Hackacity foi criado na cidade do Porto, em Portugal, em 2015. No ano seguinte, outras cidades pelo mundo aderiram à ideia, assim como Olinda e Recife, que foram as primeiras cidades brasileiras a realizar o evento que agora chega em Cuiabá. Além destas três cidades, para este ano o Hackacity terá maratonas simultâneas também em Manchester, na Inglaterra.

Para trabalhar as soluções, durante 24 horas os participantes desenvolverão, com plataformas de código aberto como o Fiware, propostas que ajudem a solucionar problemas dos cidadãos. "Essas ferramentas têm interfaces simples e poderosas que facilitam o desenvolvimento de aplicações inteligentes”, afirma Carlos Alberto Wolff, coordenador de empreendedorismo do Parque Tecnológico de Cuiabá que, por meio da Secitec, é parceiro da maratona. 

O Hackacity Brazil segue os preceitos de uma Hackathon (maratona de programação). O objetivo é analisar bancos de dados públicos e promover a sua utilização no desenvolvimento de soluções que possam ter impacto positivo na gestão das cidades, ajudando também a fomentar a colaboração entre partes interessadas.

A coordenação do HackaCity é da Secretaria Estadual de Ciências, Tecnologia e Inovação (Secitec) e da Rede Brasileria de Cidades Inteligentes & Humanas, e tem como parceiro principal o Governo do Estado de Mato Grosso, além de empresas como Porto, &7Graus, UbiWhere, FiWare, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Mato Grosso (Fapemat), Secretaria de Estado de Cultura (SEC), Prefeitura Municipal de Cuiabá, Prefeitura Municipal de Várzea Grande, Mato Grosso Criativo, Parque Tecnológico, Sebrae, CVC, Net, Goiabeiras Shopping, Células Empreendedoras, Vanguard, Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sedec), Unemat, UFMT, Instituto de Arquitetos do Brasil, GDG Cuiabá, Startup MT, OniQ, Sindetur, Estuda.com, TC Urbes, Drone Cuiabá, Cine Teatro Cuiabá.