Pular para o conteúdo
Voltar

Livro “As aventuras de Rondon” chega a Escola fundada pelo marechal

Por Jota Passarinho

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Cultura, entregou aos alunos e professores da Escola Estadual Santa Claudina, na localidade de Mimoso, a primeira remessa de livros que contam a história do marechal Cândido Mariano da Silva Rondon.//

Confeccionado em parceria com o Instituto Maurício de Souza, As aventuras de Rondon, são contadas numa linguagem de fácil entendimento pela Turma da Mônica que faz uma viagem no tempo e chega a Mimoso no dia do nascimento de Cândido Rondon./

Para Deusiele Rodrigues, 16 anos, aluna do segundo ano do Ensino Médio, não apena para os alunos da Escola fundada pelo militar, mas para toda a comunidade mimosiana, é uma honra estudar e falar sobre a trajetória do ilustre conterrâneo.//

Sonora: Deusiele Rodrigues

O livro As aventuras de Rondon vem acompanhado do Manual do Professor que orienta e sugere atividades escolares com os estudantes./ O historiador Luciwaldo Ávila, que participou ativamente da confecção do material, disse que o Manual vai dar subsídio para os profissionais da educação trabalhar o tema de forma alegre e descontraída.//

Sonora: Luciwaldo Ávila

De acordo com o secretário de Cultura, Leandro Carvalho, apesar dos grandes feitos do mato-grossense Cândido Mariano da Silva Rondon, ainda tem um grande número de pessoas que conhece sua história./ Leandro explica que faltava material didático para as escolas.//

Sonora: Leandro Carvalho

O diretor da Escola Estadual Santa Claudina, Luiz Domingos, enfatiza que é muito gratificante para a comunidade de Mimoso receber tão rico material de estudo sobre a vida de Cândido Rondon.//

Domingos destaca a preocupação e ações do Governo do Estado com a educação e cultura do povo mato-grossense, em especial da localidade de Mimoso.//

Sonora: Luiz Domingos

Cândido Mariano da Silva Rondon nasceu no dia 05 de maio de 1865, em Mimoso, Distrito de Santo Antônio do Leverger, encravado às margens do Pantanal Mato-grossense, a pouco mais de 100 km de Cuiabá./ Ainda jovem, Rondon deixou a família e a terra natal e foi estudar na Escola Militar no Rio de Janeiro onde se formou em engenharia militar e chegou ao posto de marechal, a mais alta patente do oficialato do Exército Brasileiro./ O militar  faleceu, aos 92 anos, no dia 19 de janeiro de 1958, na então Capital Federal, Rio de Janeiro, e deixou relevantes serviços prestados ao Brasil.//