Pular para o conteúdo
Voltar

Casa Cuiabana recebe terceira edição de mostra de cinema underground

Assessoria | SEC-MT

A Casa Cuiabana é um dos equipamentos culturais da Secretaria de Estado de Cultura (SEC) - Foto por: Divulgação
A Casa Cuiabana é um dos equipamentos culturais da Secretaria de Estado de Cultura (SEC)
A | A

Começa, nesta sexta-feira (04.08), na Casa Cuiabana, a terceira edição do Cinecaos, mostra de cinema trash e underground de Cuiabá. As sessões ocorrem ao longo de todo o mês de agosto, às sextas-feiras, sempre às 19h. A classificação indicativa é de 16 anos e a entrada é gratuita.

Com apoio da Secretaria de Estado de Cultura (SEC), o III Cinecaos tem produção de Carol Damasceno e curadoria de Eliete Borges. Os primeiros filmes da programação são Cabrito e Rosalita, do diretor Luciano de Azevedo e Ihmotep, do diretor Leonardo Gama.

Lançado em 2015, Cabrito recebeu elogios da crítica e foi exibido em vários festivais, incluindo o de Sitges e o Festival Boca do Inferno. Mas a história de Cabrito não se restringia a apenas um curta metragem e Luciano anunciou uma sequência, intitulada Rosalita, parte de uma trilogia.

Rosalita se passa meses depois dos eventos de Cabrito e gira em torno da loucura do protagonista, que voltará às suas raízes, vivendo no mundo dominado pela religião, criado pela mãe. Sua visão distorcida do mundo e as perturbadoras visões que o perseguem dão forma a uma crítica ao fanatismo religioso.

Samir Hauaji, protagonista de Cabrito, reprisa seu papel em Rosalita. Luciano de Azevedo dirige com base em um roteiro escrito pelo próprio, junto com Carolina Queiroz e Pedro Carcereri.

Segundo Carol Damasceno, a ideia do Cinecaos é a de outro tipo de mostra audiovisual que não aquela que visa à contemplação clássica, a contemplação que visa o belo. “O belo, para essa ideia de contemplação, é quase sempre aquele ideal de equilíbrio e de asceticismo, de algo limpo, clean. O Cinecaos investe numa outra lógica de produção do audiovisual, de um audiovisual menos comprometido com qualidades técnicas muito formais, é um audiovisual menos pretensioso neste sentido. A Mostra investe nas temáticas pouco atraentes, que não possuem glamour e que não têm muita representação política, no sentido do arrebatamento do cult, por exemplo, ou do cinema de protagonismo ou histórico. Não é filme pra quem quer afirmar e mostrar que tem cultura. É corte seco, um susto pro olho. O Cinecaos, nesse sentido, busca ser do contra”.

Serviço

III Cinecaos

Local: Centro Cultural Casa Cuiabana, na Avenida General Valle, 181, bairro Bandeirantes, em Cuiabá.

Horário: 19h

Dias: 04, 11,18 e 25 de agosto

Faixa etária: 16 anos

Entrada gratuita